Após receber uma série de críticas nas redes sociais, o Tribunal de Justiça de Pernambuco desistiu de fazer um pregão para a compra de 60 smartphones, que aconteceria nesta quinta-feira (5/10). O gasto estimado era de R$ 258,7 mil — cerca de R$ 4,3 mil por aparelho, que seriam usados pelos desembargadores da corte.

Em nota, o TJ-PE disse que a revogação do pregão teve como motivo o “retorno obtido através das redes sociais e das críticas construtivas diretamente enviadas ao Judiciário estadual pela população”. A corte disse que concordou que a compra não era razoável.

“A gestão do TJ pernambucano reafirma o compromisso com a sociedade de ser um poder transparente e atento às demandas sociais, voltado à prestação de justiça rápida, um direito do cidadão. O TJPE agradece as críticas construtivas enviadas à instituição”, diz a nota.

O edital do Pregão 91/2017 foi publicado no dia 21 de setembro. Ao definir as especificações mínimas, o tribunal utilizou aparelhos considerados entre os melhores do mercado: Samsung Galaxy S8 e iPhone 7 Plus. Ambos podem ser encontrados novos por menos de R$ 4,3 mil.

Fonte: ConJur.